Brasil é superado pela Itália e encara a Sérvia na última partida da etapa de Brasília da Liga das Nações

Publicado em: 18 DE JUNHO

Brasil é superado pela Itália e encara a Sérvia na última partida da etapa de Brasília da Liga das Nações
Gabi no ataque contra a Itália (Créditos: Wander Roberto/Inovafoto/CBV )

Declaração em vídeo:

Carolhttps://we.tl/t-vw1U10PJL1

Depois de vitórias contra Turquia e Itália, a seleção feminina não resistiu à Itália, atual campeã europeia, pela segunda semana da Liga das Nações, em Brasília. Neste sábado (18.06), o Brasil foi superado pelas italianas por 3 sets a 1 (25/17, 25/15, 14/25 e 25/14), no ginásio Nilson Nelson, em Brasília. A equipe do treinador José Roberto Guimarães encerra a participação na segunda etapa às 10h deste domingo (19.06) contra a Sérvia com transmissão ao vivo da TV Globo e do sportv 2. A oposta Kisy foi a maior pontuadora do Brasil, com 12 acertos. A italiana Egonu foi o destaque da partida, com 22 pontos.

 Gabi, ponteira e capitã, marcou oito pontos no confronto contra a Itália:

Sabíamos que seria uma partida muito difícil. A Itália tem uma equipe forte, com atacantes de qualidade, como a Egonu, desafogando na saída de rede. Não conseguimos ser agressivas no saque, cometemos muitos erros e não aproveitamos os contra-ataques. Deixamos a Itália gostar do jogo e jogamos abaixo do que em outros jogos. Vamos estudar os erros e já temos que pensar na partida contra a Sérvia. É mais uma partida difícil e temos que ser mais agressivas e inteligentes no ataque”.

Carol, central, fez nove pontos (seis de ataque, dois de bloqueio e um de saque):

“Infelizmente não conseguimos imprimir o nosso ritmo de saque e defesa. Temos que usar esse jogo como experiência e acreditar no nosso potencial, como fizemos no terceiro set. Vamos ter mais um jogo difícil amanhã contra a Sérvia, e queremos sair dessa etapa com uma vitória”.

José Roberto Guimarães, treinador do Brasil

Nós demos 25 pontos de erros para a Itália, e nosso sistema defensivo não funcionou. Sabíamos da dificuldade de segurar a Egonu, que é uma das melhores atacantes do mundo. Também não tivemos uma boa atuação no bloqueio. Até o terceiro set não tiramos a Itália da zona de confronto. Temos que entender esses momentos, e o sistema defensivo precisa ser mais eficiente”.

Para a segunda etapa da Liga das Nações o técnico José Roberto Guimarães selecionou as levantadoras Macris e Roberta; as opostas Rosamaria e Kisy; as centrais Carol, Diana, Lorena e Júlia Kudiess; as ponteira Gabi, Pri Daroit, Julia Bergmann e Ana Cristina; e as líberos Natinha e Nyeme. 

A Liga das Nações reúne as 16 melhores seleções de voleibol do planeta. Em 2022, a competição será realizada em duas fases. A primeira tem três etapas. Em cada uma, os times são divididos em dois grupos e cada um joga quatro vezes. Os grupos e os confrontos de cada semana são definidos por sorteio. Os oito melhores desta fase avançam para a fase final, que acontece de 13 a 17 de julho, em Ancara (Turquia).  A etapa de Brasília da Liga das Nações feminina foi realizada pela CBV em parceria com o governo do Distrito Federal.  

Galeria de fotos:

https://cbv.com.br/galeria/2506/brasilia-df---18.06.2022---brasil-x-italia---liga-das-nacoes-feminina

Liga das Nações

Primeira etapa:

Shreveport – Bossier City – Louisiana

31/05 – Brasil 3 x 1 Alemanha (29/27, 23/25, 27/25 e 25/21)
02/06 – Brasil 3 x 0 Polônia (25/23, 25/21 e 25/22)
03/06 – Brasil 3 x 1 República Dominicana (25/9, 16/25, 25/18 e 25/17)
04/06 – Brasil 0 x 3 Estados Unidos (21/25, 20/25 e 18/25)   

Segunda etapa:

Brasília (DF)

15/06 – Brasil 3 x 1 Turquia (19/25, 25/23, 25/23 e 25/23)
16/06 – Brasil 3 x 0 Holanda (25/16, 25/15 e 25/23)
18/06 – Brasil 1 x 3 Itália (17/25, 15/25, 25/14 e 14/25)
19/06 – Brasil x Sérvia, às 10h, na TV Globo e no sportv 2

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Banco do Brasil

PATROCINADOR OFICIAL

Parceiros Oficiais