Brasil vence Sérvia e está na final da Liga das Nações

Publicado em: 16 DE JULHO

Brasil vence Sérvia e está na final da Liga das Nações
Brasil comemora a vitória sobre a Sérvia (Créditos: Divulgação/FIVB )

Declarações em vídeo: 

Julia Bergmann

Carol

A seleção feminina está na final da Liga das Nações. A equipe do treinador José Roberto Guimarães venceu, neste sábado (16.07), a Sérvia, de virada, por 3 sets a 1 (14/25, 25/18, 26/24 e 25/19), em Ancara, na Turquia. A oposta Kisy, com 19 acertos, as ponteiras Julia Bergmann e Gabi, com 16 e 15, respectivamente, e a central Carol, com 13, também se destacaram no confronto.  As brasileiras, que conseguiram grandes reações no segundo e terceiro sets, vão enfrentar a Itália na final. As italianas levaram a melhor sobre a Turquia na outra semifinal por 3 sets a 0 (25/18, 28/26 e 25/22). A decisão acontece às 12h30 (horário de Brasília) deste domingo (17.07) com transmissão ao vivo do Sportv 2. O Brasil tem dois vice-campeonatos, em 2019 e 2021. 

Julia Bergmann, ponteira, marcou 16 pontos (15 de ataque e um de saque na partida): “Estamos na final. Foi um jogo muito difícil e a palavra que representa essa vitória é união. Todas se ajudaram muito dentro de quadra, perdemos o primeiro set e conseguimos voltar para a partida. Lutamos muito em todo jogo, principalmente quando estávamos atrás no placar. É muito bom estar na final da Liga das Nações”. 

Carol, central, fez 13 pontos (sete de ataque e seis de bloqueio): “´Tenho muito orgulho desse time. Crescemos jogo a jogo e as meninas mais jovens estão com uma mentalidade muito boa, focadas no que precisam fazer nas partidas. Somos um time que se dedica muito e treina diariamente buscando a evolução. Vejo muita vontade e energia nesse time para buscar esse título”. 

Gabi, ponteira e capitã, marcou 15 pontos de ataque: “Começamos o jogo um pouco ansiosas, com muitos erros e a Sérvia estava sacando muito bem. Conseguimos nos manter unidas e viramos a partida. O nosso lado mental fez a diferença na partida de hoje. As jogadoras mais novas como a Julia Bergmann e a Kisy seguraram a pressão e foram fundamentais para o resultado. Nos ajustamos e conseguimos virar o jogo no segundo e no terceiro sets. A lucidez, a confiança e a união desse grupo estão sendo determinantes para o resultado”. 

José Roberto Guimarães, treinador do Brasil: “A Sérvia estava conseguindo abrir no marcador no começo dos sets. Foi complicado correr atrás do placar, mas por outro lado essa recuperação nas parciais foi muito importante. Quando o nosso saque e o sistema defensivo começaram a funcionar, conseguimos mudar o jogo. Foi uma vitória muito importante para essa nova geração”. 

Liga das Nações

Primeira etapa:

Shreveport – Bossier City – Louisiana


31/05 – Brasil 3 x 1 Alemanha (29/27, 23/25, 27/25 e 25/21)
02/06 – Brasil 3 x 0 Polônia (25/23, 25/21 e 25/22)
03/06 – Brasil 3 x 1 República Dominicana (25/9, 16/25, 25/18 e 25/17)
04/06 – Brasil 0 x 3 Estados Unidos (21/25, 20/25 e 18/25)   

Segunda etapa:

Brasília (DF)

15/06 – Brasil 3 x 1 Turquia (19/25, 25/23, 25/23 e 25/23)
16/06 – Brasil 3 x 0 Holanda (25/16, 25/15 e 25/23)
18/06 – Brasil 1 x 3 Itália (17/25, 15/25, 25/14 e 14/25) 
19/06 – Brasil 3 x 0 Sérvia (25/21, 25/9 e 25/21)

Terceira etapa: 

Sofia (Bulgária) 


28/06 (TERÇA-FEIRA) – Brasil 3 x 2 China (25/20, 25/23, 18/25, 21/25 e 15/11)   
30/06 (QUINTA-FERA) – Brasil 3 x 0 Coréia do Sul (25/17, 25/19 e 25/13) 
01/07 (SEXTA-FEIRA) – Brasil 3 x 0 Bulgária (25/21, 25/20 e 25/18)  
02/07 (SÁBADO) – Brasil 3 x 1 Tailândia (25/18, 26/24, 23/25 e 25/23) 

Fase final:

Ancara (Turquia) 

Quartas de final: 

13/07 (QUARTA-FEIRA) – Brasil 3 x 1 Japão (29/27, 28/26, 20/25 e 25/14)

Semifinal: 

16/07 (SÁBADO) – Brasil 3 x 1 Sérvia (14/25, 25/18, 26/24 e 25/19)

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro
 


Banco do Brasil

PATROCINADOR OFICIAL

Parceiros Oficiais